Leia isto!

Pois é, tem algumas pessoas que nasceram para ofender. Apesar de todo autor ter que trabalhar o jeito que recebe uma crítica, tem vezes que não dá…

E vocês, como lidam com críticas?

Laboratório de produção de HQs no Rio!

Olá, pessoal!
Neste semestre a Biblioteca Parque Estadual de RJ, (do lado Campo de Santana – RIO), vai promover um curso de produção de histórias em quadrinhos, chamado QUADRINHOS NA BIBLIOTECA.

Serçai  DUAS TURMAS DE 20 ALUNOS CADA!

Será neste semestre inteiro, com aulas de roteiro, desenho, produção gráfica, palestras sobre publicação e PRODUÇÃO DE UMA REVISTA NO FINAL DO CURSO! Eu vou cuidar de uma turma, mais voltada para produção de material autoral, desde a ideia à produção, enquanto teremos outra turma voltada para a produção de COMICS com uma galera muito boa!!!
Serão 4 horas/aula por sábado, muito comprometimento com os resultados e uma galera que conhece o mercado no comando!
Início das aulas será dia 9 ou 16 de agosto, fiquem ligados!
PREÇO? APENAS UMA TAXA DE INSCRIÇÃO DE R$ 120,00!!!
Serão cerca de 80 HORAS de curso + palestras e outras atividades!
Tem interesse? Conhece alguém do RJ que se interessa? Deixe seu nome, curta e compartilhe! Essas informações também estão disponíveis pelos canais oficiais!
http://www.bibliotecasparque.org.br/palavralab/
https://www.facebook.com/bibliotecaparqueestadual

Aqui também tem o folder com informações não só com o Laboratório de Quadrinhos, mas também com cursos de Dramaturgia e Produção Editorial de revista impressa (Setor X).

É aberto para o pessoal de todo estado do Rio, mas pessoal de NITERÓI, aguarde! Tem surpresa para vocês também!!!

A idade chegando e um artigo!

Pois é, piantes! Apesar do cabeçalho estar dizendo 3 anos, Os Passarinhos chegarão a cinco no próximo mês! Logo teremos algumas coisas aqui, para você que nos acompanhou esse tempo todo!

Transcrevo para cá o post do blog Eu Rio Muito, onde postei ontem:

 

Cartas para casa…

Sabem aquela expressão “você é de casa?”

Nunca funcionou tão bem quanto agora. Apesar do meu contato com redação de jornal ter começado no Notícia Agora, que pertence à Rede Gazeta de Comunicação, para onde eu produzi 386 páginas de quadrinhos, foi no jornal A Tribuna que eu trabalhei de fato e ativamente com a notícia.

Eu produzia infográficos, dando forma e cor à alta do dólar, queda e aumento de popularidade de políticos, esclarecia para o leitor como ocorreu certo acidente, como funcionaria o trânsito graças àquela festa ou manifestação… Vivia no departamento de arte (Zota e eu), junto com a galera do tratamento de imagem (Sérgio, Luís, Lúcia, Augusto e Renan…), com os armários dos fotógrafos, com o chargista Pater… O ambiente era ótimo, longe das pessoas que escreviam.

Eu tinha uma gana por escrever no jornal, deixar, de vez em quando, de ser um dos “meninos da arte”. Qualquer redação vão chamar a galera da arte assim. Um com 70, outro com 48, outro com 23, mais de duzentos anos somados transformados em garotos.

É ótimo, pensando agora, mas o complexo de vira-lata me fazia pensar que achavam que valíamos menos por desenhar, por tratar fotos, por não seduzir as pessoas pelas palavras. Eu entrei nA Tribuna em novembro de 2003. Mais de dez anos depois, tenho aparecido nesse jornal como um filho orgulhoso que manda uma carta para casa, dizendo que está longe, mas que está tudo bem. Aqui estão duas “cartas para casa”. Vejam aí!

A primeira é uma notinha na coluna “No Tom”, que saiu no dia 06/07, onde recomendo um CD… peculiar. Clique na imagem para ampliar!

Já a segunda é um artigo para o AT2 Livre, dando a minha opinião sobre a missão do autor de histórias em quadrinhos.

 

Crise existencial

Tirinha em crise…

Fico em crise a cada trabalho terminado e isso aconteceu recentemente. A sensação de uma etapa cumprida deixa também um vazio, porque aquela história termina para mim e começa para os leitores.

Mas vamos falar de coisa boa? Mais um livro dOs Passarinhos pronto, agora voltado para crianças.

Aqui tem duas imagens, que postei na minha página do Facebook e logo falarei mais sobre o projeto.

E aí, gostou?

Duas tiras conversando…

Na última sexta, dia 06 de junho, o cartunista Lucas Lima e eu fizemos uma experiência: Fazer duas tiras interagirem no jornal O DIA, onde publicamos nossos trabalhos.

Separados pela tirinha do Garfield, Queridos Vizinhos  e Os Passarinhos começou uma experiência que não vai parar por aqui. Aguardem outras, que devo publicar por aqui também, a medida em que formos fazendo.